Quantidade de Páginas visitadas


Professor José Aloísio Aragão

Idealizador e Fundador do Colégio de Aplicação da Uel

 

Um professor afável, inteiramente ligado à sua escola e seus alunos.

Ao nascer, o Colégio de Aplicação recebeu dele a primeira modelagem.

Tinha que ser uma escola exemplar, um verdadeiro laboratório educacional. Os alunos, além do período de aulas, pela manhã, regressavam à tarde para o estudo dirigido. Além disso, pela demonstração de suas tendências, eram encaminhados aos clubes de teatro, letras, ciências e outros, dentro dos quais poderiam realizar atividades culturais extracurriculares.

Ao início de cada dia letivo, todos os alunos do Colégio se reuniam com o Diretor, que lhes falava. Inspirado sempre, anunciando os programas, revendo o que deveria ser feito, o sentido mais profundo das atividades, este era o Diretor do Colégio, o Professor Aragão.

Pertencia ao quadro docente da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Londrina, nas cadeiras de Didática Geral e Literatura Brasileira.

É do Professor Mário Takahashi, secretário da Faculdade de Filosofia, o comentário sobre Aragão: "Um idealista! Voltava-se inteiramente à carreira docente. Sua dedicação, porém, era mais visível na direção do Colégio de Aplicação. Dependência da Faculdade, era como esta, uma escola pobre, sem muitos recursos. Isto não importava ao professor, que procurava realizar assim mesmo. Afinal, ele próprio nem sabia quanto estava ganhando, como sempre acontece a quem exerce a profissão como um sacerdócio, através da entrega total. E neste sentido, ele o fazia bem, pois era o otimismo em pessoa."

 Nascido em Ipueiras, Ceará, em 10 de março de 1930, o professor José Aloísio de Aragão, licenciou-se em Letras Clássicas, pela Faculdade Católica de Filosofia do Ceará.

Foi diretor do Ginásio Agápito dos Santos, professor do Colégio Lourenço Filho e Colégio Estadual do Ceará.

Foi orientador e professor de Didática Geral do Curso de orientação para professores e presidente das bancas examinadoras dos exames de suficiência, realizados em Belo Horizonte em 1960.

Exerceu o cargo de Diretor Técnico de Educação da Secretária de Educação do Estado do Ceará.

Professor da CAPES - Curso de Aperfeiçoamento para Professores do Ensino Secundário, em Fortaleza - 1955 à 1957;em Belém do Pará, 1958; em Juiz de Fora,1959; em Londrina, 1960.

Londrina o reteve, para a Faculdade de Filosofia e Colégio de Aplicação.

Em 1964, Brasília o requisitou e ele foi organizar e ser o primeiro Diretor do Centro Integrado de Ensino Médio da Universidade de Brasília, levando a experiência de Londrina para a Capital Federal.

Foi Diretor do Ensino Médio do MEC, também em 1964.

Em 1967, a municipalidade de Brasília chamou-o para ser o Coordenador do seu Ensino Médio.

Depois, foi para a Faculdade de Filosofia de rio Claro, em 1970.

Havia concluído, em 1969, o seu doutoramento, na Universidade Estadual de Campinas, em Ciências (Educação).

Ainda em Rio Claro, organizou, implantou e foi o primeiro Diretor do Colégio de Aplicação da Faculdade de Filosofia, em 1971.

Faleceu em janeiro de 1972.

Não o esqueceremos, pois foi um obreiro dedicado a educação. Não o esqueceremos principalmente neste Colégio de Aplicação de Londrina que ele criou e carinhosamente dirigiu.





Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito